Welcome

Bem vindos à Caelum Online. Divirta-se neste mundo de realidade virtual cheio de mistérios, rumores e muita luta! Dizem por aí que algo de muito estranho circunda esse jogo. Será verdade?

RUMORES
RUMORES
NEWS
NEWS
Últimos assuntos
» Mais um novato na area!
Sex Jun 17, 2016 6:02 pm por Vincent Eldoras

» Um RPG interessante
Sex Maio 27, 2016 8:19 am por Michael Samson

» [CHAT] - Vamos conversar!
Sab Abr 02, 2016 1:39 pm por Aesthesys

» Eu estou aqui!
Sab Jan 30, 2016 1:29 am por Morrighan

» New guy comes to say hello
Sex Jan 29, 2016 6:27 pm por Balzack

» Eu voltei!
Seg Jan 11, 2016 5:37 am por Aesthesys

» [F.A.Q.] - Perguntas
Sab Jan 09, 2016 5:41 pm por Midnight

» [Aventura] - Aqualino
Sex Jan 08, 2016 6:22 am por Aqualino

» [Ficha] - Naofumi (Em Construção)
Seg Jan 04, 2016 11:44 pm por Hakuryuu

Parceiros

PARCEIROS

Nosso banner:

____________________________________





Créditos

CRÉDITOS E AGRADECIMENTOS

CAELUM ONLINE é um rpg ambientado dentro de um ''jogo online'', com bases e referências de Sword Art Online, .Hack, Monster Hunter e Log Horizon. O role play game foi desenvolvido por Aesthesys. A skin e uma parte dos gráficos do fórum foram construídas pelo colaborador The Unnamed King. As imagens foram retiradas do site zerochan, deviantart e google e pertencem a seus respectivos autores.
É estritamente proibida a cópia de imagens, códigos ou sistemas do jogo sem a autorização prévia do dono do fórum. Agradecimento especial para todos que colaboraram com esse projeto, pois sem eles, eu jamais teria seguido em frente com essa ideia.

Muito obrigado! ??????

A mitologia de Caelum

Ir em baixo

A mitologia de Caelum

Mensagem por Aesthesys em Seg Ago 04, 2014 2:25 pm

Contam as histórias que perfuraram o véu por através do tempo, que em uma era muito, muito distante, viviam duas Deusas irmãs sozinhas em um mundo denominado Aethernum. Não existiam obrigações, e elas passavam a maior parte de seu dia colhendo frutos, contemplando os céus e se ocupando com seus simplórios afazeres. A irmã mais velha, chamada Kali, simbolizava a luz, a vida e o sol. Ela era de uma seriedade muito serena, e tinha, conforme as histórias, um olhar doce como o abraço terno e acolhedor de uma mãe. Contam os sábios, que a sua voz adocicava os ventos em notas e timbres jamais alcançados, harmonizando a vida e o coração daqueles que se desviaram da bondade. Kali tinha amor pela vida e sabia contemplar de forma intocável o mundo e os seres que ali viviam.
E por outro lado, existia Anlu, a Deusa que simbolizava a noite, a morte e a lua. E diferentemente do que você provavelmente imaginou, Anlu não era o lado negro e escuro dessa história. Não existia um contraponto. Nunca existiu. Anlu era uma garota muito natural, espontânea. Ela não tinha as mesmas preocupações que a irmã em sua cabeça. Ela apenas era e fazia o que a sua naturalidade exigia dela. Era uma garota livre, imediata. A noite lhe trazia vida em seu ser, e, contam as lendas, que ela costumava a voar pelo céu noturno sentindo o gélido vento lhe acender as janelas da alma. Kali era a mente. Anlu, a consciência.

Ambas eram irmãs e compartilhavam no DNA de seu sangue o sabor da existência como um só. Mas, o que para uma era dualidade, para a outra, era a não-dualidade. Eram planos de consciência muito distintos, e isso se manifestava de forma bastante aberta e perceptível. No entanto nunca houve qualquer entrave entre elas, e conviviam entre si numa harmonia inabalável.

Kali, certo dia, encontrava-se entediada. Sobre o leito de um lago e perdida sob os devaneios de sua mente inquieta, ela tocava com a ponta dos dedos a água translúcida. Brincava com os peixes, que seguiam os movimentos circulares de Kali com as mãos, como era de costume já havia milhares de anos. Contudo, naquele dia, Anlu brincava à beira do lago próxima dos olhos de sua irmã, que a amava muito. Então, inspirada pelo amor, algo estranho começou a surgir dentro de Kali. Ela, pela primeira vez, aquietou a sua mente, e, hipnotizada pela naturalidade incomum de Anlu, teve um insight muito especial.

Quase como um reflexo, Kali sob um pulo, chamou instantaneamente sua irmã, gritando pelo seu nome. Ao Anlu se aproximar, a Deusa do Sol começou a conversar com Anlu sobre sua maravilhosa idéia, animada pelo fato de que pela primeira vez, ela sentiu algo especial dentro de si que, como uma flor, desabrochou em um insight que mais tarde resultaria no mundo de Caelum.

As lendas nos contam que este mundo, denominado Ethernity, fora criado por ambas as irmãs em uma fração de segundos. Suas idéias e vontades foram se materializando pelas janelas da alma em formas e modos que ainda permanecem sendo um mistério. Elas conversavam, pulavam, apontavam, gritavam, e indiretamente, tudo começava a se encaixar. Seria a harmonia das irmãs, fruto da existência e seu dom, que iria então compor tudo o que conhecemos hoje em dia.

Ethernity foi criada e Kali, nunca mais se sentiu entediada novamente. Ela passava dias e dias observando sua criação e nutrindo seu amor por elas cada vez mais. Anlu, por sua vez, seguia sua natureza de ser e nunca, sequer, vislumbrou o fruto de sua criação com a irmã. Continuou sua vida brincando, pulando e perdendo-se em si mesma. Sua espontaneidade não lhe dava a oportunidade de preencher sua cabeça com pensamentos e entupi-la de escolhas e medos. Talvez isso a manteve distante o suficiente para que conseguisse, mais tarde, compreender a situação como um todo.

Este novo mundo era composto das mais diversas criaturas. As irmãs imaginaram um lugar livre com todas as espécies vivendo harmoniosamente entre si. As criaturas de formas hominídeas foram as que, com o tempo, apresentaram uma maior desenvoltura em seu método de evolução, se organizando em sociedades, e, a partir de então, declarando-se como parte diferenciada das espécies e faunas restantes. Kali começou a notar certo orgulho e sentimento de superioridade por parte destes seres hominídeos. Eles promoviam caçadas e matavam outros seres vivos somente pelo fato de serem diferentes deles e possuírem características consideradas inferiores.

A Deusa do Sol, furiosa por ver a arrogância de sua criação tomar tamanha proporção, decidiu dar uma lição a eles, dando tamanho, poder e força colossais a algumas espécies do mundo de Ethernity, assim como avantajada inteligência e forma de raciocínio muito próxima da deles. Anlu, por certo momento, em um certo dia, sendo uma caçadora de ótimos instintos e habilidades com o arco e flecha, percebeu esse comportamento paranóico e irritadiço da irmã, e resolveu, pela primeira vez, dar uma pequena olhadinha no mundo de Ethernity e o que se fez dele.

Notando as interferências de Kali em um processo de evolução natural, Anlu se sentiu ofendida. Era como se a irmã estivesse impondo suas vontades ao coração de Anlu, que assim como a irmã, amava o que tivera um dia criado e respeitava cada detalhe daquele mundo que ambas construíram com tanto entusiasmo. A Deusa da Lua sempre foi uma excelente caçadora, e achou muito errado Kali interferir na evolução natural de Ethernity. Sendo assim, sem que a irmã soubesse, Anlu decidiu também punir Kali pregando uma peça nela.

Anlu deu aos seres hominídeos poderes especiais em suas armas, pois, comparados aos seres poderosos que Kali havia criado para combater a caçada e a morte em Ethernity, esta espécie hominídea, apesar de inteligente, eram muito pequenos, não tinham garras ou presas poderosas, e, muito menos, tamanha força. Mas, para que isso se tornasse mais justo, Anlu também privou estes seres de usar armas a longa distância com seus poderes mágicos, banindo todo e qualquer tipo de equipamento que proporcionasse esta vantagem.

Não demorou muito para que Kali notasse essa pequena peça pregada pela Deusa da Lua, perante as vontades dela. Furiosa com a irmã, Kali decidiu que nunca mais a veria, partindo embora para o pólo oposto em que Anlu ficava no mundo de Aethernum. Dessa maneira, se fez o dia e a noite em Ethernity, e, dessa mesma maneira, os cidadãos de Ethernity podiam ver no dia e na noite, Kali e Anlu nos céus.

avatar
Aesthesys
 Staff
 Staff

Mensagens : 396
Data de inscrição : 11/06/2014
Idade : 25
Localização : SP

 
HP:
100/100  (100/100)
SP:
100/100  (100/100)
EXP:
0/200  (0/200)

Ver perfil do usuário http://caelum-online.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum